Anti depressivos

ANTIDEPRESSIVOS

 

Os antidepressivos são medicamentos empregados para o tratamento de diferentes transtornos, principalmente a depressão, a distimia, os transtornos de ansiedade (p.ex.: transtorno do pânico, transtorno obsessivo-compulsivo), transtornos alimentares (p. ex.: anorexia e bulimia), e também transtornos dolorosos, transtornos sexuais, enurese, tabagismo. Os primeiros compostos antidepressivos foram descobertos na década de 1950, e até o final da década de 1980 dispunhamos de duas principais classes de antidepressivos: os inibidores de monoaminooxidase (IMAOs) e os antidepressivos tricíclicos (ADTs). De lá para cá, uma série de novos compostos de diferentes classes foram lançados, e hoje temos uma lista mais ampla de opções.

               

 

AS CLASSES DE ANTIDEPRESSIVOS

 

 

Os antidepressivos podem ser classificados de acordo com sua ação sobre os diferentes sistemas neurotransmissores e receptores. Dispomos de diversos compostos antidepressivos em nosso meio, e embora possam existir algumas diferenças entre seu perfil de eficácia, são considerados igualmente efetivos. A opção por uma medicação ou por outra muitas vezes se dá pelo perfil de efeitos colaterais, pelo quadro clínico do paciente, pela existência de doenças clínicas associadas, ou mesmo pelo histórico de boa resposta a um determinado medicamento.

 

 

 

 Classificação dos antidepressivos

CLASSE

SUBSTANCIAS

Inibidores de monoaminooxidase

(IMAOs)

Não seletivos e irreversíveis:  tranilcipromina

 

 

Seletivos e irreversíveis: moclobemida

 

Inibidores tricíclicos

amitriptilina,

clomipramina,

imipramina,

nortriptilina

 

 

 

Inibidores seletivos da recaptação de serotonina

Fluoxetina

Paroxetina

Sertralina

Citalopram

Fluvoxamina

Escitalopram

Inibidores seletivos da recaptação de serotonina e noradrenalina

Venlafaxina

Milnaciprano

Duloxetina

Drogas serotoninérgicas

Nefazodona

Tianeptina

Trazodona

Drogas noradrenérgicas

Maprotilina

Reboxetina

Drogas dopaminérgicas

Amineptina

Bupropiona

Antagonistas de alfa 2 adreno-receptores

Mirtazapina

Mianserina

 

 

 

 

Antidepressivos disponíveis no Brasil

 

MEDICAMENTOS

APRESENTAÇÕES

(mg)

FAIXA TERAPÊUTICA

(mg/dia)

Amineptina

Comprimidos: 100

100 – 200

Amitriptilina

Comprimidos: 25, 75

150 – 300

Bupropiona

Comprimidos: 150

200-450

Citalopram

Comprimidos: 20

20 – 60

Clomipramina

Drágeas: 10, 25

Comprimidos: 75

Ampolas (2ml): 25

150 – 300

Escitalopram

Comprimidos: 10,20

5-20

Fluoxetina

Cápsulas: 20

20 – 60

Fluvoxamina

Comprimidos: 100

50 – 300

Imipramina

Drágeas: 10, 25

150 – 300

Maprotilina

Comprimidos: 25, 75

Ampolas: (5ml): 25

75 – 225

Mianserina

Comprimidos: 30

30 – 90

Milnaciprano

Comprimidos : 50

100

Mirtazapina

Comprimidos: 30, 45

15 – 45

Moclobemida

Comprimidos 150 e 300

300 - 600

Nefazodona

Comprimidos: 100, 150

200 – 600

Nortriptilina

Cápsulas: 10, 25, 50, 75

50 – 150

Pamoato de imipramina

Cápsulas: 75, 150

150 – 300

Paroxetina

Cápsulas: 20

20 – 60

Reboxetina

Comprimidos: 4

8 – 10

Sertralina

Comprimidos: 50

50 – 200

Tianeptina

Comprimidos: 12,5

12,5 – 50

Tranilcipromina

Comprimidos 10

30 - 60

Trazodona

Comprimidos: 100

150 – 300

Venlafaxina

Comprimidos: 37,5; 50, 75

Cápsulas: 75, 150

75 – 375

 
 
Psicólogo - contato@psicologo.inf.br  -  © powered by Canal Virtual